Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogtailors - o blogue da edição

Começa hoje em Beja o 13.º Palavras Andarilhas

27.08.14

 

«Beja volta a ser a "cidade dos contos". Pela 13.ª vez, as Palavras Andarilhas vão trazer ao Alentejo contadores de histórias, escritores, ilustradores, mediadores de leitura e leitores. Muitos. Quem gosta de palavras volta sempre, quem pensa que não gosta descobre que está enganado.

 

Entre esta quarta-feira e domingo, o Jardim Público de Beja vai ser o palco do Festival de Narração e do encontro Aprendizes do Contar, mas também o cenário do Mercado do Livro, da primeira Biblioteca de Livros de Pano do Mundo e da Floresta de Sussurradores. Haverá mais música do que em edições anteriores.» Ler no Público.

 

«Os convidados, oriundos de Portugal, Brasil, Colômbia e Espanha, vão participar nas iniciativas integradas no encontro, como os tradicionais Encontro de Aprendizes do Contar e Festival de Narração, que vão decorrer sobretudo no Jardim Público de Beja.» Ler no Diário Digital.

 

«Nestes dias, Beja recebe cerca de 400 mediadores, que são contadores de histórias, professores, animadores ou simplesmente pessoas que se interessam pela leitura e pela narração e que se juntam para partilhar experiências.

 

Pessoas tão diferentes como Yolanda Reyes, escritora e educadora colombiana, que vem falar do seu trabalho na área da leitura pública com mães e crianças, e Madalena Victorino, coreógrafa portuguesa com experiência pioneira na área da intervenção e criação em comunidades rurais. Os escritores Isabel Minhós Martins e Álvaro Magalhães, que trabalham sobretudo para o público infantojuvenil, José Viale Moutinho, que escreve a partir dos contos da tradição oral portuguesa, ou a brasileira Lenice Gomes, que gosta de brincar com a sonoridade da língua.» Ler no Diário de Notícias.

 

«Há um momento mágico da tarde em que o sol começa a fazer-nos festas na pele. E é nesse preciso momento em que o jardim público de Beja se começa a encher de crianças e adultos, que se sentam na relva ou nas mantas à escuta de palavras. Começam, também eles, a andarilhar. Tal como as Palavras Andarilhas, o nome deste conjunto de iniciativas que de dois em dois anos se espalha por Beja nos dias quentes de Agosto.» Ler no Diário de Notícias.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.